Casarão Born, Praça Nereu Ramos, n. 160, Centro - Biguaçu - Santa Catarina-Brasil |


Última atualização
10/11/2017

 

 

ACADEMIA DE LETRAS DE BIGUAÇU – ALBIG

DIRETORIA E CONSELHO FISCAL – POSSE EM 10-10-2017

DIRETORIA:

Presidente: José Braz da Silveira
Vice-Presidente: Gabrielle Beckäuser Rodriguez
Primeira Secretária: Ângela Regina Heinzen Amin Helou
Segunda Secretária: Dalvina de Jesus Siqueira
Tesoureiro: Hélio Cabral Filho
Assessor Jurídico: Carlos Antônio de Souza Caldas
Assessora Cultural: Miguel João Simão
Bibliotecária: Janice Marés Volpato

CONSELHO FISCAL:

Orival Prazeres
Vera Regina da Silva de Barcellos
Osmarina Maria de Souza
José Ricardo Petry
Rogério Kremer

VOGAIS:

Joaquim Gonçalves dos Santos
Valéria Maria Kravchychyn
William Wollinger Brenuvida
Luciano Peres

__________________________________________________

ACADEMIA DE LETRAS DE BIGUAÇU – ALBIG

              ATO LITERÁRIO nº 001/2017

Art. 1º - Fica criado o Conselho dos Ex-Presidentes da Academia de Letras de Biguaçu, órgão de consulta e assessoramento do Presidente e da Diretoria.
Parágrafo único: O primeiro Conselho dos Ex-Presidentes será instalado nesta data e seu mandato coincide com o mandato da Diretoria, devendo ser renovado a cada gestão.
Art. 2º - O presente Ato Literário entrará em vigor na presente data, ficando revogadas eventuais disposições contrárias.

Biguaçu – SC, 10 de outubro de 2017.

José Braz da Silveira
Presidente

_______________________________________________

ACADEMIA DE LETRAS DE BIGUAÇU – ALBIG

              ATO LITERÁRIO nº 002/2017

Art. 1º - Fica criado o Programa Cadeira 41, espaço de homenagens a personalidades que mereçam esta honrosa distinção pelos integrantes da Academia de Letras de Biguaçu.
Parágrafo único: Os homenageados pelo Programa Cadeira 41, um por mês a partir de novembro de 2017, terão as sínteses de suas respectivas biografias publicados no site da Academia e em Jornais e Blogs que aceitarem a parceria com a Academia de Letras de Biguaçu.
 Art. 2º - O presente Ato Literário entrará em vigor na presente data, ficando revogadas eventuais disposições em contrário.

Biguaçu – SC, 06 de novembro de 2017.

José Braz da Silveira
Presidente

_______________________________________________

 

SALIM MIGUEL: Um Imortal Líbano-biguaçuense

Causa-nos profundo pesar, entre tantos nobres confrades e confreiras que compuseram ou compõem a Academia de Letras de Biguaçu, nesses 21 anos de história, a ausência de Salim Miguel, que vindo do Líbano com seus pais e irmãos, como imigrante, aqui fez sua morada e iniciou sua brilhante trajetória literária, que o consagrou.  SALIM MIGUEL, falecido em 22/04/2016, aos 92 anos, em Brasília, onde passara a residir, identificava-se como “líbano-biguaçuense”, tal o amor que sempre nutriu por Biguaçu, onde fez de alguns de seus amigos os personagens de muitas de suas obras, entre as quais, “Velhice e outros contos”, “As Curruíras, “Nür na Escuridão”, o mais importante romance da literatura catarinense da década de 90, eleito o melhor romance de 1999 pela Associação Paulista dos Críticos de Arte, e outras. Desde os 3 anos de idade e até os 19, Salim viveu em Biguaçu com seus pais, cidade marcou definitivamente a vida de sua família. Sua obra literária é fortemente marcada pelo amor que jamais deixou de demonstrar por esta terra e sua gente. Os biguaçuenses mais antigos tiveram a felicidade de conhecer e conviver com algumas das figuras  de Biguaçu, por ele reveladas em seus contos, como o poeta cego, João Mendes, o prefeito Fedoca, o poeta Geraldino Atto de Azevedo, o alfaiate-delegado João Dedinho, o seu Taurino da Farmácia, o Zico (João Abrahão Salum), o Lauro barbeiro, e outras personalidades que marcaram época.
Em 1989, em reconhecimento pela importância de suas obras, como contribuição à valorização do povo de Biguaçu, a Câmara Municipal lhe outorgou o Titulo de Cidadão Honorário, projeto de iniciativa do então vereador José Braz da Silveira. Os convites que lhes foram pessoalmente feitos pela então Presidente da Academia, Dalvina de Jesus Siqueira, para integrar nossa Academia, sempre o encontravam comprometido com outros projetos culturais que o impediam em assumir novas responsabilidades. Segundo a colunista Viviane Bevilaqua, Salim dizia que a única entidade a que pertenceu, durante toda a vida, foi ao Sindicato dos Jornalistas Profissionais, "que é a minha categoria. Mais absolutamente nada."  Embora todo o esforço de nossa confreira Dalvina, não restava senão nos curvarmos diante do valor de seu talento e iluminada láurea literária. Em sua homenagem é justo, pois, que se reserve ao Mestre Salim Miguel a Cadeira nº 41 de nossa Academia, por mérito e justiça. Quem sabe, um dia, possamos homenageá-lo com as honras de Mestre, imortalizando seu digno nome como um dos mais legítimos literatos de nosso tempo, expoente da cultura biguaçuense e catarinense, consagrando-o como Patrono da Academia de Letras de Biguaçu.

Texto produzido pelo Acadêmico:
Orival Prazeres

 
 Novembro de 2017
 

 

_______________________________________________

ACADÊMICOS

Clique para ampliar


 



 

ANTOLOGIA VII - 2008

ANTOLOGIA VIII - 2011


ANTOLOGIA IX - 2012


ANTOLOGIA X - 2013


ANTOLOGIA XI - 2014


ANTOLOGIA XII - 2015

ANTOLOGIA XIII - 2016

ANTOLOGIA XIII - 2017

HINO DA ACADEMIA DE LETRAS DE BIGUAÇU

Prezados Acadêmicos,
Disponibilizamos abaixo o Hino de nossa Academia

em MP3

Clique para ouvir

Hino da Academia Cantado
Hino da Academia Instrumental


Estatísticas de acessos ao Site 2017

Sua Página Inicial
Página Inicial
Adicione ao Favoritos
Favoritos


Entrevista
Joaquim Gonçalves dos Santos
Atualmente no Conselho Fiscal

Webmail